Infodemia: A crise das Notícias falsas na Covid-19

 
 

Além de enfrentar a evolução da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, os brasileiros ainda precisam enfrentar o crescimento de uma outra crise: a da propagação de notícias falsas. É o que revelou o resultado de uma pesquisa feita pela plataforma Avaaz. O estudo foi feito no Brasil, Estados Unidos e Itália com usuários da plataforma nos três países.

De acordo com a pesquisa, dos três países analisados, o Brasil foi o campeão no que diz respeito ao recebimento e compartilhamento de notícias relacionadas à Covid-19. Durante o estudo, os pesquisadores fizeram um monitoramento na rede da própria Avaaz e, em seguida, mediram os resultados com uma pesquisa de opinião que confrontou notícias falsas com outras verídicas divulgadas pela Organização Mundial de Saúde, a OMS.

Os resultados são alarmantes e serviram de base para descrever o que os coordenadores do estudo chamaram de infodemia: uma pandemia de notícias falsas. Segundo os dados, 110 milhões de brasileiros, o que representa uma a cada 7 pessoas, acreditaram em pelo menos uma notícia falsa relacionada ao novo coronavírus. De todos os participantes da pesquisa, 94% afirmaram terem visto alguma notícia falsa sobre a Covid-19, a maioria relacionada a fórmulas e receitas para cura e prevenção.

Ainda segundo a Avaaz, o objetivo da pesquisa foi mensurar a proporção que uma notícia falsa pode tomar e o quanto isso pode ser prejudicial para a sociedade. O Ministério da Saúde tem realizado ações para combate as fake News disponibilizando, por exemplo, um canal direto para esclarecimento, via whatsapp, e um hotsite onde todas as notícias verificadas são publicadas.

A Plataforma EuSaúde também tem sido uma importante ferramenta no combate às notícias falsas durante a pandemia de Covid-19. Além de conteúdos credíveis, aba especial para esclarecimento de notícias falsas ou verídicas (Fatos e Fakes), realizamos transmissões online (lives) constantemente com nossa equipe para tirar dúvidas. Para quem deseja falar diretamente com um profissional de saúde, oferecemos programas de orientação online e telemedicina levando o cuidado profissional para dentro da casa das pessoas e garantindo, assim, que elas façam as melhores escolhas diante seus problemas e abandonem as más práticas geradas por notícias falsas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *