No Brasil, pessoas com deficiência ainda encontram dificuldades para terem acesso à saúde. A maior parte das equipes médicas do país, infelizmente, ainda não está preparada para atender pacientes com limitações, sejam elas físicas ou mentais.

Sabemos, no entanto que o acesso aos serviços de saúde é determinante da qualidade de vida e deve ser um direito de todos os cidadãos. O ideal é que hospitais, clínicas e empresas que oferecem atendimento na área da saúde estejam preparados para atender a todos, minimizando as barreiras e acabando com qualquer preconceito remanescente.

O que é o EuSaúde Diversidade?

O EuSaúde acredita na diversidade, na pluralidade e multiplicidade do ser humano. Por isso, quer propor um diálogo mais amplo para conseguir falar com todas as esferas da sociedade. Sabemos, no entanto, que para fazermos a diferença, precisamos aprender, desconstruir e construir juntos!

Infelizmente, o acesso à saúde ainda é um desafio para as pessoas que possuem qualquer tipo de deficiência, por isso um dos nossos objetivos é oferecer nossos serviços à essas pessoas de forma humana e acessível.

O EuSaúde Diversidade, com o intuito de ser um agente promotor do bem estar social para todos, é um projeto que busca oferecer suporte médico digno e facilitado às pessoas com limitações.

Lideranças que nos movem

Entendemos que só podemos falar sobre diversidade ouvindo diretamente as pessoas que sentem na pele as dificuldades de acessibilidade e inclusão. Para conseguirmos realizar uma comunicação mais eficiente e assertiva, convidamos o David Pena Ramos Cesar para ser o líder vertical do EuSaúde Diversidade.

Mas quem é o David?

David nasceu com um síndrome rara e não tem os membros superiores e inferiores. Ele esteve à frente do setor de acessibilidade e experiência do cliente com deficiência no Estádio Mineirão. 

David Cesar

Palestrante com discurso focado no corpo e nas possibilidade que ele pode nos oferecer, David coleciona mais de 500 palestras por todo o país. Com esse discurso, ele busca despertar, de forma cômica e interativa um olhar inclusivo em ambientes públicos e coorporativos.

Por que falar sobre inclusão?

É fundamental entender que a diversidade é uma característica de todos nós, não só de alguns de nós. A diversidade também representa um princípio básico de cidadania, que visa assegurar a cada ser humano condições de pleno desenvolvimento de seus talentos e potencialidades.

Pessoas com deficiência são aquelas que têm impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdades de condições com as demais pessoas.

Falar sobre inclusão é apostar na inserção da diversidade em um ambiente que permite a aceitação das diferenças de cada indivíduo. A inclusão social combate a segregação social e viabiliza a democratização de diversos espaços e serviços para aqueles que não possuem acesso a eles.

Entenda mais sobre as deficiências

Para quebrar preconceitos e promover a verdadeira inclusão, precisamos conhecer mais sobre os tipos de deficiência e suas características particulares. Confira algumas a seguir:

  • Deficiência auditiva: Consiste na perda parcial ou total da capacidade de detectar sons. Surdez, por sua vez, é a total ausência da audição.
  • Deficiência física: Alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o comprometimento da função física.
  • Deficiência intelectual: Caracteriza-se por importantes limitações, tanto no funcionamento intelectual quanto no comportamento adaptativo, expresso nas habilidades conceituais, sociais e práticas. Indivíduos com Deficiência Intelectual apresentam funcionamento intelectual significativamente inferior à média.
  • Deficiência múltipla: Associação de duas ou mais deficiências.
  • Deficiência visual: caracteriza-se pela limitação ou perda da funções básicas do olho e do sistema visual. O deficiente visual pode ser a pessoa cega ou com baixa visão.
  • Deficiência psicossocial: Também chamada “deficiência psiquiátrica” ou “deficiência por saúde mental” foi incluída no rol de deficiências pela Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. É importante esclarecer que nem todo transtorno mental é capaz de produzir um quadro de deficiência psicossocial. A deficiência psicossocial é aquela oriunda de um transtorno mental grave e incurável, no qual a pessoa se encontra em estágio/fase crônica.

Como promovemos a inclusão?

O elemento fundamental para promoção de práticas inclusivas é a acessibilidade. Somente através dela será possível eliminar as barreiras (como as comunicacionais, tecnológicas e arquitetônicas) que são impostas diariamente às pessoas com deficiência.

O EuSaúde Diversidadetem como objetivo principal promover a inclusão em seus serviços de telemedicina. O atendimento em Libras é uma das medidas para que pessoas com limitações auditivas não tenham mais que passar por qualquer constrangimento relacionado à falta de conhecimento médico sobre a Linguagem dos Sinais. Aqui, paciente e médico poderão se comunicar tranquilamente em Libras, por vídeo!

Aos poucos, vamos implantar diversas outras facilidades para pessoas com necessidades especiais. Participe do grupo EuSaúde Diversidade no WhatsApp e contribua. Queremos te ouvir também!

Faça parte do EuSaúde Diversidade!