Doentes crônicos sem
acompanhamento durante a pandemia

O distanciamento social como estratégia para evitar o contágio pelo novo coronavírus tem feito com que pacientes crônicos não tenham acesso às suas consultas de rotina, essenciais para a continuidade de seus tratamentos e, consequentemente, manutenção do estado de saúde. De acordo com a médica de Família e Comunidade da Plataforma EuSaúde, Mariane Tarabal, a falta do acompanhamento médico e o abandono ao tratamento pode causar danos ao paciente e, no caso de doenças crônicas, pode até levar a um desfecho fatal. Segundo a médica, apesar do contexto da pandemia de Covid-19, algumas medidas são essenciais para que outras doenças, como hipertensão, diabetes, hipotireoidismo, se mantenham controladas nesse período.  “Embora estejamos num contexto de pandemia, as outras doenças continuam existindo e precisamos dar continuidade ao tratamento. O acesso a profissionais de saúde tem sido limitado durante a crise, mas é necessário manter o uso dos medicamentos já receitados antes da pandemia e entrar em contato com o médico, caso precise de atendimento”, disse.

Ainda de acordo com a profissional de saúde, todos devem estar atentos às condições de saúde que são consideradas grupo de risco para a Covid-19. Dar continuidade aos tratamentos já iniciados antes da pandemia é, para esses grupos, uma forma adicional de prevenção para o novo coronavírus além dos problemas sérios já relacionados a essas condições, como infarto, AVC (derrame), dentre outros. “Maiores de 65 anos, pessoas com comorbidades, como hipertensão, diabetes, doença pulmonar prévia, doença cardiovascular, doença cerebrovascular, imunossupressão e câncer, são consideradas grupo de risco e precisam manter seus tratamentos conforme a orientação médica.  Gestantes e puérperas foram incluídas no grupo de risco recentemente e também precisam estar atentas quanto às recomendações das equipes da saúde”, completa.

Em Casa: Prática de exercícios físicos e dieta alimentar específicas precisam ser adaptadas

De acordo com Mariane Tarabal, o fato de o paciente estar em casa dificulta, mas não impossibilita a manutenção de uma rotina saudável. “As recomendações são mantidas, mas algumas adaptações precisam ser feitas, já que devemos manter o isolamento. Assim, a atividade física precisará ser feita dentro de casa e há ótimas opções de exercícios para serem feitos em pequenos espaços”, afirma. “Estamos entrando nas estações mais frias e nesse período os quadros gripais e resfriados são mais frequentes. É importante tomar as vacinas disponíveis, especialmente a da gripe, para se proteger contra essas outras doenças! Além disso, manter uma alimentação balanceada, tomar bastante líquido, fazer atividade física regularmente são medidas importantes para manter seu corpo saudável e pronto para combater infecções”, conclui.

 
Plataforma EuSaúde oferece atividade física online e acompanhamento médico a distância

O Projeto EuSaúde é uma solução de educação em saúde do Grupo RCS (Rede de Cuidados de Saúde), uma empresa de gestão em saúde com o conceito Hands On. Com 7 anos de mercado, a empresa se consolidou como um novo modelo de gestão de saúde e oferece soluções inovadores que impactam mais de um milhão de vidas mensalmente.

O serviço de teleorientação do Grupo RCS é ofertado em dois modelos: para empresas e pessoas físicas. No modelo B2B a empresa contrata o serviço e o benefício é personalizado seguindo a identidade e as diretrizes da contratante. Na modelo pessoa física, o B2C, qualquer pessoa pode assinar o plano e ter acesso ao serviço imediatamente após a contratação. A assinatura para pessoa física está disponível no site e pode ser contratada a qualquer momento.

O projeto oferece gratuitamente o recurso “Saúde ao vivo” com lives no Youtube e Instagram com profissionais de saúde, personal trainer e fisioterapeuta. Qualquer pessoa pode fazer as atividades durante as aulas online e ainda tirar dúvidas com os profissionais de saúde durante a transmissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *